A acne, popularmente conhecida como espinha, é uma doença comum na adolescência, embora possa aparecer em outras fases da vida. As alterações hormonais que ocorrem na juventude estimulam as glândulas sebáceas, as quais fabricam uma espécie de gordura (sebo) essencial para proteção da pele. Devido ao aumento da produção dessa gordura pode ocorrer uma irritação dessas glândulas e/ou entupimento dos poros que secretam o sebo, desenvolvendo-se a acne. Esse ambiente rico em gordura favorece o crescimento de bactérias já presentes na pele podendo levar a formação de pus.

Habitualmente a acne aparece na face, peito, ombros e costas; locais de maior concentração de glândulas sebáceas no corpo.  Em alguns indivíduos a gravidade das lesões podem deixar cicatrizes e influenciar na autoestima.  O tratamento vai desde a limpeza da pele através do uso de sabonetes e loções até o uso de medicação controlada para combate a infecção e redução da produção de sebo pelas glândulas sebáceas.

 

Texto publicado pela revista Viva Saúde.