Artigos publicados

Nos bailes da vida: a música facilitando a reflexão na educação médica

Download

Artigo publicado em 11/2011. Local de publicação: Revista Brasileira de Medicina

Resumo

A música é instrumento pouco utilizado no ensino médico. Ela possui características únicas. Temas de interesse no aprendizado médico, como a perda, a compaixão, a tristeza e a solidariedade, podem ser identificados e utilizados em processos pedagógicos. A música permite lidar com o universo afetivo do aluno. Objetivo: Apreender o impacto da música como recurso pedagógico na experiência do estudante de medicina. Metodologia: A pesquisa segue uma abordagem de natureza qualitativa. Utilizaram-se músicas durante as aulas do internato médico. Participaram 12 estudantes que cursaram essa disciplina. As entrevistas foram gravadas, transcritas e, em seguida, interpretadas segundo a perspectiva hermenêutica. Resultados: O aluno percebe que o ritmo imposto pelo curso médico não lhe permite pensar, refletir, seja em sua própria vida, seja em sua formação. A experiência com a música permite ao estudante ouvir seus próprios sentimentos e compartilhá-los com o professor e com seus colegas. Ele se surpreende com lembranças e sentimentos que vêm à tona e que desconhecia ou dos quais não se lembrava. Esses sentimentos estão apresentados em temas. Surgiram assim diversas categorias temáticas. Conclusão: Os resultados encontrados na experiência com a música se apresentam em amplo espectro, oferecendo inúmeras perspectivas de desdobramento no âmbito da educação médica. Como a experiência básica que se tem do mundo é emocional, a música adquire força educacional, pois o processo de ensinar não se limita à transmissão de conteúdos; mais que isso, implica processos de desenvolvimento de sentidos e de significados para permitir que o estudante reflita e transforme a prática cotidiana.